Área Restrita - Somente para empresas associadas
SETPES - NotíciasHome > Noticias > Coronavírus:"Verdinhos" perdem mais de 80% dos passageiros >

Coronavírus:"Verdinhos" perdem mais de 80% dos passageiros

A crise gerada pelo novo coronavírus (COVID-19) provocou uma redução drástica no uso do transporte em geral e principalmente no transporte público. Os ônibus estão transportando durante a semana menos indivíduos do que costuma transportar aos domingos.
Em Vitória, a queda da demanda de passageiros foi da ordem de 80%, enquanto a readequação da oferta, ocorreu em níveis muito menor, cerca de 55% e, com manutenção dos postos de trabalho, o custo com pessoal, no atual momento, não será reduzido. O secretário geral do Setpes, Jaime de Angeli afirma que entende que o sistema de transporte não pode parar, já que, além de ser considerado um serviço essencial, transporta as pessoas que também realizam outros serviços essenciais, como médicos, enfermeiros, trabalhadores do setor de alimentos e tantos outros. ”Entendemos que é necessário uma a oferta de operação, mesmo que reduzida, para atender a população ao longo de todo o dia e em todas as regiões da cidade”. Afirma o secretário.

A projeção de custos para o mês de abril de 2020 contempla a exclusão da frota que não está sendo utilizada na operação, ocorrendo a redução dos custos variáveis (principalmente diesel e rodagem), entretanto mesmo com os veículos parados, os custos fixos com mão-de-obra e benefícios, que representam em média 55% do custo do serviço, estarão sendo realizados pelas empresas. Mas as empresas estão com arrecadação de apenas 20% do faturamento, o que inviabiliza o pagamento de todos as despesas para operação da frota.

É importante destacar que o Sistema Municipal de Vitória não possui qualquer subsídio público e não têm condições de aportar recursos, principalmente neste momento em que as receitas diminuíram cerca de 80% em relação a um mês normal.

O Setpes protocolou um pedido à Secretária Municipal de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana - Setran de um programa emergencial para manutenção da receita do Serviço de Transporte Público, a exemplo do que já vem sendo anunciado em outras cidades (aquisição de créditos de vale transporte; pagamento do diesel) de modo a permitir continuidade da operação do serviço. “Esperamos que a Setran atenda ao nosso pedido para que consigamos continuar com a operação e principalmente, com o emprego dos colaboradores”, afirma Jaime de Angeli.
Cabe registrar que esta realidade não é exclusividade do sistema municipal de Vitória, está ocorrendo com todos os sistemas operados por ônibus no Espírito Santo, uma vez que com o isolamento social decretado por Governadores e Prefeitos, afetou diretamente o deslocamento das pessoas, que deixaram de fazer seus deslocamentos rotineiros, cancelaram viagens e aluguel de veículos para turismos. A situação do segmento de transporte de passageiros que já era muito grave com a recessão dos últimos anos, se agravou em função da crise da Covid-19, afetando diretamente a arrecadação das empresas, podendo reduzir a capacidade de continuidade da prestação do serviço de transporte público, para algumas empresas do setor.



Rua Constante Sodré, 265 - Santa Lúcia - CEP: 29055-420 - Vitória - ES - SETPES
SAC: (27) 2125-7602 Email: sac@setpes.org.br © Copyright 2011. Todos os direitos reservados